STS-RSFN VIRTUAL APPLIANCE

 

O STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE é uma máquina virtual para Vmware EXSi, que tem embarcado todo o protocolo de segurança (padrão RSFN) para a troca de arquivos/mensagens com a CIP e/ou BACEN.
A VM expõe pastas compartilhadas e/ou associadas a um servidor SFTP, permitindo que aplicativos externos, executando sob qualquer plataforma operacional, possam submeter arquivos para operações de criptografia e assinatura digital, no padrão RSFN, através de simples operações de escrita e leitura, nas pastas disponibilizadas.
Destina-se às empresas que desejam agregar as funcionalidades dos protocolos de segurança CIP e BACEN (padrão RSFN) aos seus próprios sistemas, sem utilizar API, sem se preocupar com sistema operacional hospedeiro, licenciamento e/ou gestão de sistema operacional e sem ter que instalar o software de criptografia em qualquer um de seus servidores de aplicações.
Se a sua empresa está procurando uma forma simplificada de agregar as funcionalidades citadas anteriormente, aos seus próprios sistemas, sem escrever qualquer linha de software, o STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE é a solução ideal.
O produto foi projetado para o processamento de todas as tarefas relacionadas com a segurança dos pacotes e arquivos de diversos sistemas:

  • C3 Registradora – Registro de Contratos de Créditos
  • CRAF – Câmara de Registro de Ativos
  • CCS – Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (SFN)
  • CTC – Central de Transferência de Crédito
  • DDA – Débito Direto Autorizado
  • MES – Mensageria Sisbacen da RSFN
  • SCC – Serviço de Controle de Consignação
  • SCG – Sistema de Controle de Garantias
  • SERAP – Serviço de Recebíveis de Arranjos de Pagamentos
  • SELTEC – Serviço de Liquidação de Títulos em Cartório
  • SITRAF – Sistema de Transferência de Fundos
  • SILOC – Sistema de Liquidação das Transferências de Ordens de Crédito
  • SILOC BB – Sistema de Liquidação das Transferências de Ordens de Crédito
  • SLC – Serviço de Liquidação de Cartões
  • STD – Serviço de Transporte de Dados (Cadastro e Crédito de Nota Fiscal)
  • SAR – Serviço de Agenda de Recebíveis
  • PCPS –  Plataforma Centralizada de Portabilidade de Salario

As principais funções executadas pelo STS RSFN APPLIANCE são:

  • Conversão UTF8 x UTF16-BE
  • Compactação padrão GZIP
  • Criptografia de dados
  • Assinatura digital
  • Geração de pares de chaves
  • Geração de CSR
  • Gerência de chaves privadas
  • Gerência de certificados digitais
  • Validação de certificados digitais
  • Geração e agregação de header de segurança padrões RSFN e CIP

 

Aplicações não precisam saber lidar com criptografia

Com o uso do STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE, não é necessário adaptar aplicações para uso de criptografia e assinatura digital.
As aplicações continuam tratando apenas os arquivos de dados que serão utilizados como entrada e/ou saída para o STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE.
Todas as tarefas de baixo nível, relacionadas com a compactação, conversão de dados, criptografia e assinatura digital são feitas pelo STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE.
As aplicações preocupam-se apenas em “escrever” e “ler” arquivos nas pastas disponibilizadas (E/S) pelo STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE.
O STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE conta com um mecanismo COLETOR e um mecanismo DISPARADOR. Na medida em que os arquivos vão sendo detectados nas pastas monitoradas, o mecanismo COLETOR os move para um repositório temporário, onde ficam aguardando por disponibilidade de execução, o que será determinado pelo mecanismo DISPARADOR, que tem a missão de ser o escalonador de tarefas.
Dessa forma, todos os arquivos são processados, com a maior brevidade.

Distribuição

O STS RSFN VIRTUAL APPLIANCE é uma imagem de VM (virtual machine), disponibilizada em formato .OVA e deve ser instalada em ambiente operacional Vmware ESXi 6 ou superior.
Requisitos mínimos de hardware.

  • 02 GB RAM
  • 02 núcleos de processador
  • 50 GB espaço em disco